Sobre_ ALI_SE
_
a árvore ao jardim
Alice Valente Alves

DEIXA


Deixa-me em paz

Deixai-me em paz

Deixa

E ao calor deste dia

Alguém que não deixa


Deixou-nos

E o que deixa ao engano dos louvados

Jamais frutos haverá de quais desaires altares

Que não nos deixam

E comam-se os restos às migalhas de tudo varrer

E em seu final aperto da gota que jaz

Cair-se-á no ritmo solene

E deixai-nos ao que fica naquilo que fica

E que não vos fica bem.





LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Páginas