Sobre_ ALI_SE
_
a árvore ao jardim
Alice Valente Alves

sombra acesa

Numa longínqua estrada
Tão distante
Tão distante
Aproximas-te

Naquele espaço de águas
Próximas são as partidas

E aquela terra
Da música em sons
Esperando pelos dias
Pelos muitos dias distantes

Pianos rasgam crepúsculos

Azuis e verdes
Dentro e fora de casas
Tempos de agora antigamente
Procurados à estrada de terra
Daquela terra
A terra ida

Pensas no grito que te arranhou
E soam todas as tuas vozes
Esperando pela ida sem regresso

Comer
Comer ao sabor de um desejo
De não querer mais
E ao sair da gruta
Chega-te o alimento indisponível
De um aconchego

Da ave que poisa
E se eleva em céus livres
Sombras afiadas
De uma noite iluminada.

Poesia e Fotografia de ALICE VALENTE

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Páginas