Sobre_ ALI_SE
_
a árvore ao jardim
Alice Valente Alves

À ESPERA


Espera-se demais
Espera-se demasiado
E muito se espera
À espera dos outros tudo aquilo que não se sabe dar
À espera dos outros tudo aquilo que não se sabe fazer
E espera-se que os outros façam
Que os outros liguem
Que outros se lembrem
Que os outros estimem e admirem
Que os outros digam o que se há-de fazer
Em aprender e em que aprendizagens
A não se ligar

E ainda em grande demasia
Espera-se que um Deus venha
E que também venha a Senhora deusa salvadora
Milagrar a Terra
A milagrar os homens e a dar-lhes a razão que eles não têm
E à espera
E sempre à espera
Do Melhor e a querer o melhor sem o fazer
 

E a não se dar o Tudo do melhor que se tem
Escondidos escondem-se

No porque será
Que todo aquele que sabe dar sem esperar
Receberá sempre


POESIA E FOTOGRAFIA DE   ALICE VALENTE ALVES


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Páginas