Parar é morrer

...




PARAR É MORRER   
MAS ÀS VEZES
É MESMO PRECISO   
PARAR.
*




ESCREVE

...




ESCREVE BEM DE PERTO   
O QUE NÃO TE APROXIMA 
E PORQUE  
É AO LONGE QUE TE VÊS.
*




VIDA(S)

...




QUEM FAZ DA VIDA UM JOGO

MAIS TARDE OU MAIS CEDO

ENTRA EM GUERRA.
*




FICAR PARA TRÁS

...
Ficar para trás
Ao olhar de quem
Avança destruindo


É mero engano
.


Poesia e Fotografia de Alice Valente Alves

Há um tempo infinito ...

...
Há um tempo infinito
Do nada que se espera.
E há tempo.



EM TERRAS DE NINGUÉM

...
Há os que vão e há os que ficam.
A ideia de quem fica é a mesma de quem vai - escolhas ou não.
Os que vão levam o que não pode ficar.
E os que ficam resistem ou não.
Uns e outros estão num único e mesmo território.
De Terra sem dono - em terras de ninguém.



O QUE É ISTO E AQUILO

...
Isto é isto, isto é aquilo, e aquilo é aquilo, e tudo está assim tão visivel quanto linearmente bem classificado, para que nos possamos reger pelas mesmas e iguais normas, das coisas às pessoas.

E o que não é isto ou aquilo, ou quem não é isto ou aquilo, ou ainda, quem não tem isto ou aquilo, é invisível, não existe para quem só se vê assim, nesta científica, social e obrigatória regulamentação, do tem de ser, no que é isto e aquilo.



A POESIA

...




A POESIA  NÃO SE INVENTA.
CRIA-SE.
*

       O FUTURO


"Oh tempo, volta para trás!"

...
Oh tempo, volta para trás!

         (É só o que eu sinto no que as pessoas revelam e em seus saudosismos)


Oh tempo, volta para trás!


Não, o tempo não volta para trás!


Vamos mas é olhar o tempo de frente!


Mesmo os que insistem que o tempo volta para trás, o tempo não volta!!!


E esses que querem um tempo do 'volta para trás' e no que poderão atrasar o olhar em futuro naquilo que se fez no tempo de um 'volta para trás': a inquisição, o fascismo, o nazismo...


O tempo não volta para trás!


Vamos mas é olhar o tempo de frente!






Cultura de dentro para fora

...
Só com Cultura haverá possibilidade de um sentido na vida.

Só com Cultura se fará a mudança para uma sociedade melhor.

Só com Cultura existirá Direitos Humanos.

E os que fazem Cultura  ou os que à Cultura estão associados têm uma responsabilidade acrescida nessa mudança, que por vezes se dá muito lentamente e de uma forma subjectiva e invisível, a ocorrer primeiro na mudança de mentalidades e só depois a efectivar-se na mudança propriamente dita.


E infelizmente sabemos que em todo este processo de crise muito bem institucionalizado a partir do início do Séc. XXI, há os que se refugiaram na Cultura, querendo ser pessoas de Cultura. E embora não o sendo, são esses mesmos que de uma forma leviana e insensível querem a todo o custo a dignidade que a Cultura lhes possa vir a dar e em quais bonitos e chorudos cargos que tentam exercer sem nunca terem contribuído (nem antes nem durante e muito menos depois) para essa mesma Cultura. Essas pessoas não são de Cultura nem da Cultura, são efectivamente os maiores parasitas e carrascos da Cultura. Só que mais tarde ou mais cedo a Cultura ir-lhes-á fazer a devida justiça.






Julgam

...




HÁ OS QUE JULGAM QUE JULGAM (A PESCA)
*




Circunstancial

...




CADA PESSOA VIVE 

UMA VIDA CIRCUNSTANCIAL
*




LinkWithin

Related Posts with Thumbnails