Sobre_ ALI_SE
_
a árvore ao jardim
Alice Valente Alves

por tudo

Poesia e Fotografia de ALICE VALENTE



POR TUDO

Enfim
Retirados à frente caminhando

Abrem-se as portas de par em par
Fechadas por ti o fizeram

POR nada acharem  

O quão difícil é descobrir
Vendo não por comprar
Vendo por já vendido

Ver de vender ou vender TUDO que visto
Não haverá mais vendas
Do que não se deseja ver

Igual sonho do dia que não dorme


Fechados
Fecharemos o templo glorioso
Ritmo compassado em ciclo do círculo
Que nos fechará
A ver de deixados
Findem-se as dores.




LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Páginas